BlogBlogs.Com.Br

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Minha Melissa


Entre a Ana e a Carol, eu sofri um aborto. Estava com 11 semanas de gestação, mas havia feito a sexagem fetal e sabia que era a Melissa quem estava à caminho.
Em junho ela teria completado dois anos, e eu teria feito uma festa junina com muitas bandeirinhas e comidas gostosas. Ela iria ficar linda, com o vestido de caipira e as pintinhas na bochecha. Meu aniversário de 28 anos teria sido passado na maternidade, pois ela teria nascido bem pertinho do dia 21 ou, quem sabe, no mesmo dia que eu. Ela seria linda, com olhos clarinhos e o cabelinhos bem liso; ia ser esperta como as irmãs, e seria muito sensível e apegada à mim; seria minha companheirona.
Tudo isso eu imagino, mas de nada tenho certeza. Talvez ela tivesse nascido com algum problema, o mesmo problema que a impossibilitou de crescer em mim; talvez ela vivesse por pouco tempo, talvez ela sofresse aqui do lado de fora, mas a certeza é que eu iria amá-la e aproveitar a sua companhia por todos os segundos, assim como eu fiz quando a tive aqui dentro de mim.
Sim, eu sei que tenho duas filhas lindas, e sou muito grata por tê-las. Mas nenhuma das duas substitui o amor que sinto pela minha Melissa: ela é parte da minha alma, e viverá no meu coração por toda a minha vida.
Má.

6 comentários:

  1. Quando eu penso nos meus gêmeos, eu lembro que eles tiveram uma missão: permitir que a Alice existisse!
    Eles também teriam completado 2 anos em julho, e tenho certeza que seriam lindos e espertos e que dariam um trabalho dobrado!rs
    Mas, se eles estivessem aqui, a Alice certamente não estaria...
    Ficam nos meus pensamentos e no pedacinho de amor que será sempre deles, mas ficam também com o meu agradecimento por terem me dado a chance de ser a mãe da Alice, a irmã caculinha deles...
    Meu beijo muito grande, Mãeterna!

    ResponderExcluir
  2. Ai Má... arrepeiei... e o arrepio ñ quer passar!
    Que desabafo, amiga!
    Acho que me lembro de qdo isso aconteceu... ñ tá fresquinho na memória, mas acho que me lembro!
    Que tristinho isso... mas as coisas nunca acontecem por acaso, não é mesmo? Talvez ela tivesse algum problema que a fizesse sofrer... que ñ a permitisse viver por muito tempo... e se Deus quis assim, é pq é melhor assim!!!! E vc tem a Ana e a Carol, lindíssimas, pra alegrar sua vida! E a Melissa no céu dos anjinhos, pra proteger a todos vcs!!!!!!! Bjão no coração! Amo-te amiga!

    ResponderExcluir
  3. Amigas queridas,muito obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Nossa Má! Acho que é a primeira vez que leio alguma coisa relacionada a uma perda que diz exatamente como me sinto com relação ao "meu Eduardo"... Tb lembro nos meses de março que ele estaria de aniversário...
    Saudades de algém que não conhecemos mas que ainda amamos com todas as forças, e vamos amar sempre...
    Sou extremamente feliz com a AC, mas é certo que um filho não substitui o outro...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Um beijo, Má.
    Déa_em _lágrimas...

    ResponderExcluir