BlogBlogs.Com.Br

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Alice e o Irmãozinho

Alice queria uma irmãzinha, disso nunca fez muito segredo. Aceitava falar em irmãozinho ou irmãzinha, mas, esperava, na verdade, uma irmãzinha.
O resultado do exame de sexagem fetal chegou quando ela estava na escola. Quando fui buscá-la, contei a ela a novidade. Ela sorriu e saiu animadamente para contar para os amigos que era um menino. Mas, quando chegou pertinho de mim falou, num ar meio decepcionado, que preferia uma irmã.
Expliquei a ela que a natureza não tinha querido assim e que irmãozinho é muito legal!
E entramos no carro para voltar para casa.
No caminho paramos na porta do trabalho do meu marido, para ela poder "contar" para ele a novidade. Só que, quando ela contou, não sei se caiu a ficha ou o que aconteceu, mas começou a chorar, dizendo que não queria um irmão, mas uma irmã.
"Eu ODEIO irmãozinhos, eu QUEIO irmãzinha, eu pedi uma irmãzinha, não vou amar meu irmãozinho!"

Conversa, conversa, conversa, e, depois de uns 20 minutos de choro, diz que se for irmãozinho não poderá usar as roupinhas que foram dela. Explico que isso não é verdade, que muita coisa ele vai aproveitar. Ela, depois de meia dúzia de perguntas, acaba aceitando que irmãozinho é legal, mas, sem muita empolgação.

Agora ela já está mais satisfeita, já entendeu que com o irmão, ela continuará sendo a única princesa dentro de casa, e que poderá, finalmente, ter um príncipe para brincar com ela o tempo todo. Já entendeu que ele, provavelmente, não roubará todas as bonecas e barbies dela (mentira, ele VAI roubar, tenho certeza!hahaha). Enfim, está conformada e contente, já dá mil beijos na barriga e abraços e carinhos, mas, no fundo, no fundo, ainda está se adaptando à idéia de que não é uma irmã!

Um comentário:

  1. Que dó!!! Mas que sorte a tua hein?! Um casal é tuuuuudo de bom!
    Beijos

    ResponderExcluir